gastronomia

História do Panetone

Tradicional iguaria consumida na época do Natal, o panetone  é um pão doce, recheado de frutas secas (uvas passas e frutas cristalizadas) com fragrância de baunilha. Sua consistência macia é resultado de um processo de fermentação natural. A verdadeira origem do panetone deve ser procurada no costume difundido na época medieval de celebrar o Natal com um pão mais saboroso que o de todos os dias.

Existem muitas legendas para contar a historia do Panetone (“paneton” em dialeto lombardo), uma delas conta que o panetone  é de origem milanês e  na corte de Ludovico Moro (1495-1500), um ajudante de confeiteiro, chamado Ugo, na ceia de Natal salva a pele de seu Chef Toni apresentando este doce feito as pressas, a essa altura, todos em Milão estavam falando sobre o “grandi pan” ou “pan del Toni”. No Natal, Ugo adicionou ovos, cidra cristalizada e uva passa e, oficialmente, nasceu a pan del Toni (resultando em panetone), que todos sabemos.

Pandoro

Na Itália não tem somente o panetone no período de Natal, tem também o “Pandoro”, que é  uma massa macia e de cor dourada, feita com ovos e aroma de baunilha. A forma é de um cone truncado, com relevos em forma de estrela, geralmente em oito pontos e com açucar confeiteiro, o qual se coloca em cima antes de comer.

Lascia un commento

Il tuo indirizzo email non sarà pubblicato. I campi obbligatori sono contrassegnati *